Categoria: Roupas de Época



A proliferação das escolas de moda no Brasil foi o fato mais importante para a moda. A primeira delas foi inaugurada em 85. Atualmente o Brasil é o país com maior número de escolas de moda no mundo. Tal proliferação contribui não apenas para a profissionalização do setor como também para a consolidação da identidade brasileira expressa na moda.

Outro ponto importante dos anos 80, foi o do ápice da influência das novelas da Rede Globo no vestuário de massa:

? ( ) é o grande desfile de modas do povo brasileiro ( ) pois apenas um pequeno grupo de estilistas e produtores de moda tem acesso, no país, a revistas e desfiles estrangeiros.( ) o figurinista de novela está ajudando a reforçar as tendências de moda desencadeadas no espaço das butiques e confecções da zona sul carioca, e que resultam na adaptação da moda estrangeira, entremeada com criações próprias. ? (Durand, 1988 p. 100 ).

Para Joffily outro marco foi a popularização das lojas de departamentos: o rápido e súbito declínio do ?milagre? privou as confecções do seu público mais amplo. Nesse momento surgem as lojas de departamento, com uma produção de peças em escala mega industrial, oferecendo ao público opções mais baratas e sem abandonar a noção de estilo que conquistara a classe média no período anterior.

Os anos 80, trouxeram à moda nacional o ressurgimento da indústria têxtil em grandes promoções e desfiles , bem como a formação de vários grupos regionais de moda, como paulista, o carioca, o mineiro e o cearense. As grifes nacionais estavam em voga e o jeans continuou sendo o filão da moda, principalmente em marcas como Ellus, Zoomp e Fórum. De Fortaleza, apesar de paraense, apareceu o nome de Lino Villaventura, que, por meio de sua fidelidade ao seu universo subjetivo, tornou-se referência nacional. Ainda nos anos 80, jovens estilistas paulistas criaram a cooperativa da moda, transformando-se num verdadeiro laboratório do exercício do estilo, destacando nomes como Conrado Segretto, Jum Nakao e Walter Rodrigues. (Braga, 2003).

Fonte:www.fashionbubbles.com
A moda dos anos 80



Introdução

A primeira metade da década se viu na transição entre os anos 70 e a nova décadas que estava começando. Já se podia realmente definir, em 1980, qual seriam os novos rumos da moda nos anos 80.

Até 1982 ainda tinha-se em moda os cabelos masculinos com costeletas, calças boca de sino e na música ainda restavam algumas bandas que tocavam Disco. Foi neste mesmo ano que os anos 80 se afirmaram e sua identidade ficou por aproximadamente 10 anos, alcançando os primeiros anos dos anos 90.

Com o boom das academias de ginástica e halterofilismo, as roupas se tornaram mais práticas, mais sintéticas e o prêt -à-porter (roupa casual) se tornou o grande ícone durante toda a década.

Para o trabalho, as mulheres usavam de tailleurs com ombreiras que faziam toda a torneação do corpo, fazendo com que os ombros dessem uma aparência forte e alinhada. Os homens utilizavam suspensórios e gravatas coloridas, expressando o modo de vida Yuppie em voga durante a década.

As roupas casuais se tornaram bastante diversificadas e únicas. Há quem diga que a década de 80 foi a "década mais cafona do século 20". Na minha opinião, mais que os anos 70, os anos 80 foram a década da experimentação, da criatividade sem limites, do consumo extremo, mas principalmente experimentação. Diferente dos anos 00 e 90, os anos 80 foram a década da individualidade, do "diferente e ousado" estar na moda. As décadas seguintes, na minha opinião, apenas trouxeram sobriedade, minimalismo , falta de criatividade e alusões à outros períodos em suas criações.


Exemplo de alusão aos anos 80, em um desfile na atualidade.

A era da Aeróbica

Vou ilustrar a moda feminina de ginástica, já vigente no começo da década, com esta foto da cantora Olivia Newton John, na sua era physical em 1981 :



O uso de faixas na cabeça virou febre desde o ano de 1981-82 até meados dos anos 80. Até mesmo quem não ia para a academia, acabava usando uma faixa para complementar o visual! Alguns dos famosos brasileiros que tinham a faixa na testa como marca registrada eram Cazuza e Xuxa.


O uso de polainas se tornou também comum entre as meninas, usava-se mesmo como acessório casual e algo para complementar com cores as roupas. Não se esqueçam que a moda oitentista ostentava muitas, mas muuuuuitas cores, e quanto mais berrantes e chamativas, melhor!

O look "Miami Vice"


Tons pastéis, cores cítricas, sapatos claros, sem meia, cabelos meio sem corte e óculos escuros enormes. Este foi o look principal dos homens que estavam na moda durante a década. Com o aparecimento da série em 1984, esta moda nada menos que criou o visual casual "cool" para os homens até o fim da década. Para os mais informais, a lei era pastel. Mesmo os mais sérios, as cores geralmente eram mais claras.

Fonte:yuppieguy.blogspot.com
0
0
0
s2smodern